23 de abril de 2024
Início » O declínio inegável de Felipe: Um alerta para o Sampaio Corrêa

O declínio inegável de Felipe: Um alerta para o Sampaio Corrêa

0

Por Sólon Vieira

Nos últimos dias, muito se tem falado sobre o desempenho aquém do esperado do goleiro Felipe, do Sampaio Corrêa. Seus erros em campo têm sido evidentes, levantando questionamentos sobre sua condição física e habilidade para ocupar a posição. Embora alguns torcedores tenham defendido o veterano, é hora de encarar a realidade: Felipe está longe de sua melhor forma, e sua presença na equipe tem sido mais um fardo do que uma solução.

Quando analisamos a trajetória recente de Felipe, é difícil ignorar os sinais de declínio. Sua saída tumultuada do Flamengo já indicava problemas, e o fato, à época, de o clube não ter hesitado em liberá-lo sem qualquer multa é revelador. A diretoria do Sampaio Corrêa, ao trazê-lo para o time, talvez não tenha considerado adequadamente esses sinais, optando por uma solução aparentemente rápida para a lacuna deixada pelo antigo titular, Luiz Daniel.

Em uma conversa recente comigo, o ex-goleiro e agora cronista esportivo Juca Baleia expressou preocupação com a forma física e habilidade de Felipe, afirmando que esses problemas não são novidade, remontando aos tempos em que o goleiro atuava por Corinthians e Flamengo. Seus erros em campo, como saídas atabalhoadas da meta, falta de tempo de bola e insegurança, têm sido recorrentes, comprometendo o desempenho da equipe.

A desclassificação do Sampaio Corrêa na pré-Copa do Nordeste foi um duro golpe para os torcedores, que agora começam a reconhecer as falhas que foram previamente apontadas. Embora os números do time no Campeonato Maranhense possam parecer promissores, a verdade é que a credibilidade do atual titular da meta está longe de ser garantida.

É hora de o presidente Sérgio Frota e a diretoria do Sampaio Corrêa repensarem sua estratégia. A persistência com Felipe pode custar caro ao clube, especialmente quando confrontado com times mais qualificados. É só lembrar do placar desse domingo, o o Tubarão foi goleado por uma equipe um pouco mais encorpada, como foi o caso do Maranhão, e o resultado de 3 a 0 para o time Quadricolor.O risco de mais vergonhas em campo é real, e é preciso agir antes que seja tarde demais.

O rebaixamento para a Série C é um alerta claro do que pode acontecer se não forem tomadas medidas urgentes. Ignorar os sinais de declínio de Felipe é um luxo que o Sampaio Corrêa não pode mais se dar. É hora de priorizar o futuro do clube e buscar soluções mais promissoras para a posição de goleiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *